• Designação do Projeto– E-Agro Innovation
  • Código do Projeto– 36158
  • Objetivo principal– Reforçar a competitividade das PME
  • Região de Intervenção– Centro e Alentejo
  • Entidades beneficiárias:
    • ANIMAFORUM – Associação para o Desenvolvimento da Agro-Indústria;
  • Data de aprovação – 26/01/2018
  • Data de início – 01/04/2018
  • Data de conclusão –31/03/2020
  • Custo total elegível– 404.568,44€
  • Apoio financeiro da União Europeia– FEDER: 343.883,17€

SÍNTESE DE PROJETO

O projeto E-AGRO INNOVATION visa fomentar a presença digital e a incorporação tecnológica nos modelos de negócio das empresas do setor agroindustrial, visando reforçar a sua competitividade e potenciar a sua capacidade exportadora através dos canais digitais.

Objetivos

  • Motivar e sensibilizar os empresários do setor para a importância de desenharem e implementarem estratégias aplicadas a canais digitais para gestão de mercados, canais, produtos e segmentos de clientes;
  • Criar condições para a participação e otimização da presença das PME do setor agroindustrial em e-marketplaces;
  • Contribuir para a literacia e competências digitais por parte dos empresários e dos quadros técnicos das empresas – designadamente em matérias como CRM, Social Media Marketing, Content Marketing, Display Advertising, Mobile Marketing, SEO e Web Analytics, entre outros – que lhes permitam implementar processos associados à economia digital e ao comércio eletrónico;
  • Promover a cooperação e o alinhamento de soluções e projetos de empresas e startups tecnológicas com as necessidades das empresas agroindustriais no domínio das TIC.

 Principais ações previstas:

  • Realizar uma conferência sobre a economia digital no agroalimentar;
  • Estudo de mapeamento e caracterização dos principais e-marketplaces para a indústria agroalimentar;
  • Estudo de levantamento de Tendências da evolução dos mercados digitais;
  • Realizar um programa de capacitação destinado aos gestores de PME e/ou responsáveis pela área comercial e de internacionalização, e a empresas fornecedoras de tecnologia e serviços IT para o setor alimentar, em parceria com uma universidade ou escola superior de gestão (como chancela do rigor científico das intervenções), com o objetivo de promover a transferência de conhecimento e a inovação na oferta e utilização de soluções tecnológicas de vanguarda.
  • Desenvolver cadernos de capacitação visando os temas: e-commerce, e-marketplaces, web marketing e web analitycs, com análise de casos de sucesso e apresentação das melhores práticas de âmbito tecnológico a nível nacional e internacional.
  • Valorização e promoção de um concurso com foco no e-commerce, enquanto prémio de excelência ao nível do que melhor se faz em termos tecnológicos no país para o setor agroindustrial.

RESULTADOS esperados

Os principais resultados e impactos esperados, em termos qualitativos, com a implementação deste projeto dizem respeito à aferição do grau de satisfação dos intervenientes nas atividades desenvolvidas no projeto. Desde modo, com este projeto propomo-nos a alcançar os seguintes objetivos quantitativos:

  • Nível de satisfação dos participantes envolvidos no projeto ao nível da utilidade da conferência de sensibilização sobre a economia digital no setor agroalimentar: 80%
  • Grau de satisfação dos empresários e outros utilizadores dos estudos produzidos relativamente ao respetivo contributo/utilidade – por via da capacidade de geração e disponibilização de conhecimento e informação – para o reforço da presença digital e incorporação tecnológica nos modelos de negócio agroindustriais: 80%
  • Nível de satisfação dos participantes nos workshops temáticos de capacitação: 80%
  • Nível de satisfação dos empresários e outros utilizadores dos e-books produzidos, nível da performance/utilidade destes na geração e disponibilização de conhecimento e informação relevante para o setor: 80%
  • Nível de satisfação dos participantes do concurso quanto ao contributo desta iniciativa para promover o reforço da presença digital e incorporação tecnológica nos modelos de negócio agroindustriais: 80%
  • Nível de satisfação dos visitantes do website relativamente à sua funcionalidade e utilidade: 80%